No ar

Marlo Matielo

Crônica

12:50 - 12:59 com Marlo Matielo

No ar - Crônica Ouça ao vivo

  • WHATS

Deputados debatem extinção das Agências de Desenvolvimento Regional

Deputados debatem extinção das Agências de Desenvolvimento Regional

Os projetos de lei recém-protocolados na Assembleia Legislativa pelos deputados Dóia Gugliemi (PSDB) e Ana Paula Lima (PT) para extinguir as 35 Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) pautaram o pronunciamento de parlamentares na sessão realizada na manhã desta quinta-feira (29).

A principal justificativa dos autores dos PLs é reduzir os gastos públicos para a manutenção das estruturas das ADRs. Na opinião deles, as agências não cumpriram com os objetivos de promover a descentralização da administração estadual e contribuir com o desenvolvimento regional. “As agências não estão atendendo os anseios da comunidade. Acreditamos na descentralização por meio das associações de municípios, através de projetos para solucionar grandes problemas, como mobilidade urbana, saneamento, resíduos sólidos, transporte público. Vamos debater com intensidade esse tema na Casa”, destacou Ana Paula.

Os deputados Altair Silva (PP), Mauricio Eskudlark (PR) e Mário Marcondes (PSDB) elogiaram as iniciativas e manifestaram concordância com a extinção das ADRs. “Esse projeto, implantado há alguns anos, surgiu como instrumento político-partidário, e não de uma verdadeira descentralização da administração. Precisamos extinguir o quanto antes para que o Estado possa economizar recursos para investir em saúde, na melhoria das estradas, por exemplo”, comentou Altair.

Eskudlark ressaltou a necessidade de enxugamento da máquina pública. “Não podemos manter as ADRs. A Assembleia Legislativa tem que ouvir o que a sociedade está pedindo e buscar ajustes para reduzir custos, diminuir a máquina pública.”

Na tribuna, Marcondes criticou duramente o modelo das ADRs. “Elas fazem um papel de cartorário, anotam pedidos e trazem a Florianópolis. Tem bastante politicagem. Significa cabo eleitoral na base e Santa Catarina não tem mais condições de suportar financeiramente essas 35 estruturas sem utilidade ao povo catarinense. Não vamos sentir saudades.” O parlamentar frisou que, apesar de haver vício de origem nos dois projetos, eles servem para promover o debate sobre o assunto no Parlamento.

Fonte: ALESC


Publicado por: Jardel Martinazzo Data: 30/06/2017 06:58

Fotos




Principais Notícias

Publicado em 18/07/2018 06:58 por Jardel Martinazzo

Haitiano é preso após agredir esposa com soco no município de Ouro

Um haitiano foi preso no começo da tarde desta terça-feira, dia 17, depois de agredir a esposa no município de Ouro. [...]

Publicado em 18/07/2018 05:17 por Marlo Matielo

Três veículos arrombados no estacionamento do Ginásio Dileto Bertaióli

Três veículos foram arrombados na noite desta terça-feira, dia 17, no estacionamento do Ginásio Dileto Bertaióli. [...]

Publicado em 17/07/2018 10:59 por Marlo Matielo

NOTA DE PESAR – Câmara de Vereadores de Ouro lamenta o prematuro falecimento da ex-assessora de bancada Jussara Faccin

A Câmara de Vereadores do município de Ouro vem por meio desta externar profundo pesar pelo prematuro falecimento da [...]

Outras notícias

Publicado em 18/07/2018 07:06

Ladrão leva 30 kg de carne de residência enquanto família dormia

Um morador do centro de Herval d´Oeste teve o salão de festas de sua casa [...]

Publicado em 14/07/2018 09:07

A ELIMINAÇÃO DO BRASIL DA COPA!

Com tristeza, milhões de brasileiros acompanharam a Bélgica eliminar o Brasil [...]

Publicado em 14/07/2018 09:05

IMPORTÂNCIA DA PESQUISA

Entres as datas comemorativas no mês de Julho está a criação do IBGE (06), [...]

Publicado em 14/07/2018 08:56

BRINQUEDOS, BRINCADEIRAS e PASSA TEMPOS - 02

  7 (sete) – 70 (setenta) tem o intuito de mostrar, descrever e rememorar [...]

Publicado em 14/07/2018 08:53

SUSTENTABILIDADE NA COPA DO MUNDO

A busca pela sustentabilidade em grandes eventos esportivos é recente. O marco [...]

Publicado em 14/07/2018 08:49

Qual é a função dos jovens na Copa do Mundo?

A faca de dois gumes que rege este preceito possuí um tom de amplitude que [...]