No ar

Marlo Matielo

Canal Aberto

07:30 - 08:59 com Marlo Matielo

No ar - Canal Aberto Ouça ao vivo

Devotos de São Brás reúnem-se em Linha Leãozinho (Ouro) - VÍDEO história

Devotos de São Brás reúnem-se em  Linha Leãozinho (Ouro) - VÍDEO história

Moradores da comunidade de Linha Leãozinho, no interior de Ouro, reuniram-se no último sábado, dia 02, para celebrar São Brás. O encontro de fé, que se repete há mais de 40 anos, reuniu cerca de 30 devotos e foi realizado em frente ao capitel dedicado ao padroeiro das enfermidades da garganta na propriedade da Família Guzzo.

A celebração deste ano teve um motivo ainda mais especial que as anteriores. Foi a primeira depois que a imagem de São Brás foi devolvida após ter sido furtada. A imagem em questão foi furtada no dia 22 de fevereiro do ano passado e devolvida, após apelo feito através da Rádio Capinzal, no dia 12 de outubro do mesmo ano.

Apesar de parcialmente danificada, a imagem ainda preserva os traços originais.

Os devotos agradeceram a interseção de São Brás pelas graças alcançadas e pediram a proteção do padroeiro em suas súplicas.

O capitel
O capitel em honra a São Brás de Linha Leãozinho foi construído na década de 1960 pelo agricultor Vitório Guzzo. De acordo com o filho Aldelir, o pai sofria de problemas na garganta e fez a promessa que se fosse curado construiria este pequeno oratório.

A primeira igrejinha foi edificada em madeira e nela colocada uma imagem pequena do padroeiro, medindo aproximadamente 20 centímetros. Com o tempo a imagem se desgastou e um novo capitel de madeira foi erguido.

Há 40 anos, Vitório encomendou ao vizinho Laurindo Bazzi, que viajava com frequência a São Paulo (SP), que trouxesse uma imagem nova e maior de São Brás. E de fato isso aconteceu. Assim que a imagem atual, medindo cerca de 50 centímetros chegou, foi realizada uma grande celebração e construído o capitel atual em alvenaria. A antiga imagem foi enterrada embaixo do oratório por sugestão do vigário da época.

Há mais de quatro décadas existe a tradição de no dia 3 de fevereiro os devotos se reunirem para rezar em honra a São Brás naquele local. Neste ano, a celebração foi antecipada para o sábado, dia 02.

Aldelir Guzzo relatou a nossa reportagem ter recebido ao menos 03 graças. A primeira foi quando ele próprio enroscou uma espinha de peixe na garganta. O objeto estranho ficou atormentando por dois dias consecutivos até que o mesmo decidiu ir ao médico, mas não sem antes ir rezar para São Brás. Ao voltar do capitel, seu Adelir conta que o espinho já tinha saído.

A filha estava com um caroço na garganta e necessitava fazer vários exames para descobrir qual era o problema. Logo ao saber disso, seu Adelir levou a filha até o capitel para rezar. Cinco dias após, um dentista informou que o caroço havia desaparecido.

Outra vez, sua filha estava passando mal devido ao leite e tendo que tomar remédios devido a febre alta. Outra vez, seu Adelir levou a criança até a capela, rezou, e ao chegar em casa a menina já estava curada da febre.

Se Adelir se emociona ao contar sobre o Santo, que na época estava desaparecido do local:

“Eu provo que tive três graças de São Brás alcançadas, mas levaram ele embora, não sei o porquê. Mas não poderiam ter feito isso, pois ele sempre existiu aqui, e levaram ele embora bonito e conservado, quase como se novo... e não sabemos o porque levaram ele”.

HISTÓRIA DE SÃO BRÁS

São Brás nasceu na cidade de Sebaste, Armenia, antes do ano 300. O prefeito da cidade se chamava Agricola que, por sua vez, era amigo do imperador do Oriente chamado Licinius Lacinianus, cunhado de Constantino, imperador do Ocidente. A história nos descreve dos ferrenhos perseguidores dos “cristãos”.

São Brás era formado médico, mas num determinado tempo começou a se questionar sobre sua profissão de médico, pois queria servir a Deus, por ser Cristão, mas não sabia como. Resolveu ser “eremita” e se refugiou numa gruta, onde viveu por muitos anos e, ali, atendia a todos, tanto doentes do corpo como doentes da alma. Muitos eram curados e ali vivia em harmonia com a natureza e convivia com os animais selvagens. Sua fama de santo se espalhou por toda a Capadócia.

Quando o Bispo da cidade morreu, o povo, todo, foi procura-lo pedindo que se tornasse padre e cuidasse daquele povo. Vendo o clamor do seu povo, aceitou, foi morar na cidade, estudou e foi ordenado padre. Não muito tempo depois foi sagrado Bispo. Construiu uma casa para abrigar a Diocese aos pés da gruta onde morou e, dali comandava a Igreja de toda a região.

Como era o tempo das perseguições e dos martírios, o prefeito Agricola, mandou os soldados buscarem feras, leões e tigres, para o martírio dos Cristãos. Chegando perto da gruta viram todo tipo de animais convivendo pacificamente com o Santo. Informado sobre os animais, o Governador mandou prender São Brás e, quis convence-lo a renunciar o Cristianismo e adorar a seus deuses. Diante da recusa, por muitas vezes, ele era constantemente torturado e, apesar de todo sofrimento, atendia a todos com bondade, conselhos e orações.

Certo dia, uma mãe desesperada o procurou porque seu filho estava quase morrendo sufocado com um espinho atravessado na garganta. São Brás olhou para o céu, rezou e, em seguida, fez o sinal da cruz na garganta do menino. No mesmo instante o menino ficou curado, por este milagre, até os dias de hoje, São Brás, é invocado para a cura dos males da garganta. Em quase todas as Igrejas do mundo essa benção é ministrada no seu dia, com duas velas, abençoadas, cruzadas sobre a garganta dos fiéis.

Algumas mulheres que foram até a prisão para cuidar das feridas, causadas pelas torturas, por terem jogado os ídolos do Governador no lago, foram mortas e jogadas no lago e, como São Brás gritou com os soldados, também, o jogaram e, por milagre, ele saiu caminhando sobre ás águas do lago. Enfurecido pelo fato, o governador Agricola, mandou decapitar São Brás, a espada. Era o dia 3 de fevereiro do ano 316, cuja festa é comemorada até os dias de hoje neste dia.

Suas relíquias estão depositadas na cidade de Maratea em Potenza, onde foi erigida uma Basílica em seu louvor por volta do ano 732, cujo nome do monte foi mudado para “Monte São Brás”.

Na benção da garganta é proferida a seguinte oração: “Por intercessão de São Brás, Bispo e Mártir, livra-te Deus do mal da garganta e de qualquer outro mal. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. São Brás rogai por nós. Amém”.

 


Publicado por: Douglas Varela Data: 08/02/2019 15:43



Principais Notícias

Publicado em 19/02/2019 07:22 por Jardel Martinazzo

Piratuba celebra aniversário de 70 anos com Dia da Família no Parque

A garotada viveu cada segundo da festa: Dos pequenos aos maiores, não faltou entusiasmo e disposição pra curtir os [...]

Publicado em 19/02/2019 06:58 por Jardel Martinazzo

Dois veículos foram retirados de circulação em Capinzal

Dois veículos foram retirados de circulação na noite desta segunda-feira (18) durante operação de trânsito em [...]

Publicado em 19/02/2019 05:07 por Marlo Matielo

Câmara de Vereadores de Ouro aprova cinco projetos na terceira sessão ordinária do mês de fevereiro

A terceira sessão ordinária do mês de fevereiro no Legislativo ourense, realizada na noite desta segunda-feira, dia [...]

Outras notícias

Publicado em 19/02/2019 07:35

Unoesc Capinzal forma 2ª turma de Licenciatura em Música

  Na noite de sábado, dia 16 de fevereiro, a Unoesc Capinzal realizou [...]

Publicado em 18/02/2019 06:49

Câmara vota nesta noite o reajuste salarial para o funcionalismo público

A Câmara de Vereadores do município de Ouro promove a terceira sessão [...]

Publicado em 17/02/2019 12:31

Jovens tem som apreendido após debocharem da PM nas redes sociais

Jovens tiveram o som dos veículos apreendidos no início da noite deste [...]

Publicado em 16/02/2019 08:00

Cada comunidade, uma nova Vocação

Todas as Dioceses dos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, [...]

Publicado em 15/02/2019 18:08

Claudir Duarte propõe estudo de viabilidade para a instalação de sistema de lixeiras subterrâneas

O vereador Claudir Duarte apresentou duas indicações endereçadas à [...]

Publicado em 15/02/2019 17:38

Meneghini propõe reunião com lideranças do Núcleo Habitacional Vilson Pedro Kleinubing

O vereador Aldecir Meneghini apresentou indicação na última segunda-feira, [...]