No ar

Programação indisponível

Leitores registram a florada da “dama-da-noite”

Leitores registram a florada da “dama-da-noite”

Flor nasce uma única vez no ano e ciclo dura menos de 24 horas 

Uma flor ainda desconhecida por muitos tem chamado à atenção e despertado curiosidade de muitas pessoas nas nossas cidades.

Ela é conhecida como “cacto-orquídea” ou “dama-da-noite” e é originária da América Central e Brasil. A origem do nome é grega e significa sobre as folhas, pois suas flores surgem de ramos que parecem folhas. Raramente tem espinhos, mas possuem pelos nas aréolas, suas flores são grandes, vistosas e coloridas e seus ramos são achatados e suculentos, mas também podem se apresentar triangulares.

As flores abrem somente uma vez ao ano, iniciando o ciclo no começo da noite, tornando-se bem abertas próximo das 23 horas. O espetáculo destas flores abertas neste horário avançado é sempre ansiosamente esperado por quem as cultiva. Estes precisam ficar bem atentos, pois as flores duram somente uma noite, floresce do meio ao final do verão, geralmente no mês de janeiro.

Elas possuem em média mais de 25 cm e somente abrem à noite, provavelmente porque os insetos que realizam a sua polinização são de hábito noturno.

Ela pode se desenvolver sobre árvores, mantendo as raízes no chão, quase como se fosse uma trepadeira, retira a umidade do ar e do sereno. Quando cultivada necessita de pouca água e substrato bem arenoso para as raízes respirarem.

Registros
A florada da “dama-da-noite” foi registrada por pelo menos quatro leitores do Jornal A Semana nas cidades de Capinzal e Ouro.

Na residência do professor Sérgio Durigon, no Parque Jardim Ouro, abriram 26 flores. Ele as cultiva em uma árvore.

Na rua XV de Novembro, em Capinzal, no imóvel do casal Maria Aparecida e Ademar Zocoli, a planta é cultivada em um vaso grande. Na noite em que floresceu foram notadas mais de 200 flores.

Na residência da Irotildes Valcarenki, no Bairro Nossa Senhora dos Navegantes, em Ouro, a planta é cultivada no chão, debaixo de um pé de Uva Japão, amarrada junto a árvore, por ser pesada, principalmente na época em que tem flores. A “dama-da-noite” floresceu em duas ocasiões, na primeira noite abriram 86 flores e na segunda 15.

Como plantar

Devido ao peso de seus ramos necessita de um suporte, que poderá ser uma treliça, cerca ou muro. Seu cultivo deverá ser ao sol, mas tolera que uma parte do dia fique em ambiente com meia sombra. Cultivada no solo do local, deverá ter a cova de plantio com as paredes soltas para não danificar as raízes sensíveis.

Este cacto se ressente quando a terra fica ressequida, embora possa apodrecer por excesso de água.

Seu plantio em vasos somente dá certo se pudermos ter uma treliça de apoio, devendo usar um vaso de maiores dimensões que o comum e que seja de cimento, preparado para suportar o peso da planta sem tombar.

 


Publicado por: Douglas Varela Data: 03/02/2018 10:15



Principais Notícias

Publicado em 19/01/2019 20:07 por Marines Delazari Varela

Polícia Militar apreende pequena quantidade de droga no centro de Capinzal

A Polícia Militar apreendeu uma pequena quantidade de droga na tarde deste sábado (19), na área urbana de [...]

Publicado em 19/01/2019 14:56 por Marines Delazari Varela

Acidente com danos materiais no centro de Ouro

A Polícia Militar atendeu a um acidente de trânsito neste sábado (19), por volta das 11h50min na Rua Felipe Schmidt [...]

Publicado em 19/01/2019 10:28 por Jorge Soldi

Acampamento da Barra do Leão começa na segunda feira, dia 21

Começa na segunda feira, dia 21, a 30ª edição do Acampamento do Distrito da Barra do Leão, no interior de Campos [...]

Outras notícias

Publicado em 19/01/2019 10:05

Segue a venda de fichas de assados e cucas da festa de São Paulo Apóstolo

Continua na manhã deste sábado (19) a venda de churrasco suíno (R$ 25,00) e [...]

Publicado em 18/01/2019 13:32

Bovino de aproximadamente 400 quilos morre ao ser atingido por raio no interior de Ouro

Uma vaca leiteira, pesando entre 380 e 400 quilos, morreu na noite desta [...]

Publicado em 18/01/2019 10:13

A SUPREMA INSEGURANÇA JURÍDICA

Durante muitos anos, discutiu-se, na comunidade jurídica nacional, se as [...]

Publicado em 18/01/2019 09:41

A ilusão de que somos imortais

O ano mal iniciou-se e já ouvi inúmeras pessoas dizendo “o tempo está [...]

Publicado em 18/01/2019 09:34

A LEVEZA DO CORPO ENTRE ÍNDIOS E ÍNDIAS MBYA-GUARANIS

Estive me lembrando nestes dias sobre um dos aspectos da minha pesquisa de [...]

Publicado em 18/01/2019 08:52

PRAIA IMPRÓPRIA PARA BANHO?

Cidades banhadas pelo mar são o destino de férias favoritos da maioria das [...]