No ar

Programação indisponível

REFLEXOS ECONÔMICOS DA PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS

REFLEXOS ECONÔMICOS  DA PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS

A paralisação dos caminhoneiros que já perdura por duas semanas certamente ainda não impactou ou refletiu no PIB, nem na inflação, ou outros índices de crescimento que utilizamos para medir a atividade econômica do país. Mas por outro lado, o impacto na rotina da população e no andar de atividades básicas e rotineiras é o que mais tem esquentado a nossa cabeça. Preço esse à ser pago na tentativa de reivindicarmos/protestarmos condições melhores.

No centro disso tudo estão os preços praticados nos combustíveis e seus frequentes reajustes, que no meu entendimento são como um “assalto branco” à população, pois estão subtraindo de nós todo o valor corrompido e desviado da Petrobras por meio de corrupção, que chega até a população em forma de impostos e reajustes para cobrir o rombo do qual já estamos calejados de falar e ouvir.

Tudo bem - o petróleo tem oscilações e hoje encontra-se em alta - mas uma simples comparação já deixa na cara que o negócio não está equivalente. Veja só: O preço de hoje remonta ao ano de 2008 quando o petróleo explodiu. Naquele ano o barril bateu recorde de US$ 140,00, e o diesel chegou a R$ 3,685/litro. Hoje estamos pagando o diesel na bomba R$ 3,518 em média, mas com o barril custando cerca de US$ 80,00 segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). (Fonte:

https://www.anp.gov.br/preco/prc/Resumo_Mensal_Combustiveis.asp). O que justifica essa disparidade? A parcela de tributos federais cresceu mais de 56% nos últimos dez anos sobre o preço dos combustíveis, e esta tributação é uma importante fonte de renda para o governo, que arrecada em torno de 20 bilhões por ano sobre derivados de petróleo.

Sabemos nós, que a frase “reduzir arrecadação” para o governo tem o mesmo efeito que a luz do sol para um vampiro. Certamente nosso governantes encontrarão rapidamente outra forma de arrecadação que compense, ou até mesmo supere possíveis reduções nos impostos dos combustíveis. Cabe a nós aguardarmos a “criatividade” do governo, para aí nos posicionarmos novamente como população já esgotada de tanto ter o sangue sugado na forma de impostos.

 


Publicado por: Douglas Varela Data: 02/06/2018 20:06

Fotos




Principais Notícias

Publicado em 18/02/2019 08:05 por Jardel Martinazzo

PM apreende arma de brinquedo após briga no bairro São Cristóvão

No começo da madrugada desta segunda-feira (18) a Polícia Militar foi acionada para se deslocar até um posto de [...]

Publicado em 18/02/2019 06:49 por Marlo Matielo

Câmara vota nesta noite o reajuste salarial para o funcionalismo público

A Câmara de Vereadores do município de Ouro promove a terceira sessão ordinária do mês de fevereiro na noite desta [...]

Publicado em 17/02/2019 20:59 por Marlo Matielo

Polícia Militar atende ocorrência de ameaça, tráfico de drogas e lesão corporal no Loteamento Maximiliano Toaldo

A Polícia Militar atendeu uma ocorrência de ameaça, tráfico de drogas e lesão corporal dolosa na tarde deste [...]

Outras notícias

Publicado em 17/02/2019 12:31

Jovens tem som apreendido após debocharem da PM nas redes sociais

Jovens tiveram o som dos veículos apreendidos no início da noite deste [...]

Publicado em 16/02/2019 08:00

Cada comunidade, uma nova Vocação

Todas as Dioceses dos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, [...]

Publicado em 15/02/2019 18:08

Claudir Duarte propõe estudo de viabilidade para a instalação de sistema de lixeiras subterrâneas

O vereador Claudir Duarte apresentou duas indicações endereçadas à [...]

Publicado em 15/02/2019 17:38

Meneghini propõe reunião com lideranças do Núcleo Habitacional Vilson Pedro Kleinubing

O vereador Aldecir Meneghini apresentou indicação na última segunda-feira, [...]

Publicado em 15/02/2019 13:06

Liga Catarinense de Futsal confirma para Capinzal o Congresso Técnico dos estaduais da base e do feminino

A Liga Catarinense de Futsal (LCF) confirmou para o dia 09 de março a [...]

Publicado em 15/02/2019 10:27

PREFERE SER FELIZ OU TER RAZÃO?

Imagine-se em uma avenida movimentada. Você tem um jantar com amigos e sua [...]