No ar

Jorge Soldi

Destaques esportivos

13:00 - 13:29 com Jorge Soldi

No ar - Destaques esportivos Ouça ao vivo

  • WHATS

Sindicalistas se mobilizam para cobrar do governo providências sobre a crise na produção leiteira

Sindicalistas se mobilizam para cobrar do governo providências sobre a crise na produção leiteira

A crise na produção leiteira foi tema de uma reunião na tarde desta segunda-feira (02) no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ouro. O encontro foi conduzido pelo coordenador microrregional dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais do Baixo Vale do Rio do Peixe e presidente do Sindicato de Jaborá, Genoir Batistoni.

A reunião contou com a presença de presidentes dos demais Sindicatos, representantes da Epagri, Secretários Municipais de Agricultura e do assessores parlamentares dos deputados Neodi Saretta (PT) e Pedro Uczai (PT). 

A principal reclamação se deve ao aumento na produção e ao mesmo tempo a queda no consumo por conta da crise. Outro fator negativo para os produtores é o aumento da importação de leite em pó de outros países, como do Uruguai e Argentina.

Durante o encontro foi decidido pelo encaminhado de um documento (Carta do Leite) objetivando sensibilizar o governo estadual e federal para que sejam adotadas providencias urgentes que possam reverter este quadro desfavorável à cadeia produtiva de Santa Catarina.

 

Carta do Leite

Os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Microrregião do Baixo Vale do Rio do Peixe que compõem os municípios: Ouro, Capinzal, Piratuba, Ipira, Peritiba, Jaborá, Lacerdópolis, Joaçaba, Herval D'Oeste, Erval Velho, Catanduvas e Vargem Bonita  preocupados com a crise que os produtores de leite vem passando, resolvem:

Considerando:

A crescente importação de leite nos últimos meses do Uruguai e da Argentina;

A retração no consumo, com a instabilidade econômica do país impondo o aumento da taxa desemprego;

A diminuição do poder de compra dos brasileiros refletindo diretamente no consumo;

A falta de um estoque regulador por parte do Governo Federal para garantir o preço para quem produz.

Sabemos também que:

Vivemos uma situação atípica nestes últimos meses: maio,  junho,  julho, agosto e setembro,  denominado período de "vacas gordas" para o leite, mas temos uma desvalorização violenta do produto;

O Estado Catarinense é o 4º maior produtor nacional de leite gera quase 3 bilhões de litro/ano;

Oeste catarinense  responde por 75% da produção do Estado;

Somos mais de 80 mil produtores de leite que geram 8,3 milhões de litro dia;

A indústria catarinense está estruturada para processar até 10 milhões de litros dia;

O estado de Santa Catarina teve em 2016 um aumento na captação do leite pela indústria de 3.82% enquanto no Brasil teve uma redução de 3.7%.  

Tivemos nos últimos meses uma redução crescente do litro pago ao produtor, inviabilizando a manutenção da estrutura da produção comprometendo principalmente produtores da agricultura familiar.

A partir desta situação queremos manifestar nossa preocupação com:

As consequências vividas pelos nossos produtores rurais, muitos deles, tem nesta iniciativa de produção de leite sua fonte principal de renda da propriedade;

O baixo poder de compra do consumidor, a falta de uma política inclusiva que garanta estabilidade ao produtor  na produção do leite;

A necessidade da aprovação do projeto de Lei Estadual Nº 0135.4/2016, que está tramitando na Assembleia Legislativa, dispõe sobre a obrigatoriedade das empresas de beneficiamento e comércio de laticínios, no âmbito do Estado de Santa Catarina, informarem aos produtores de leite, na ocasião do pagamento, o valor mínimo a ser pago pelo litro do leite do mês subsequente.

A postergação da divida de financiamento dos produtores do leite, bem como redução dos juros;

Incentivo fiscal para a Indústria  que adquirir leite da agricultura familiar;

Garantia de preço mínimo, 30% acima do custo de produção.

Queremos o engajamento de todas as nossas lideranças políticas das esferas: Federal, Estadual e Municipal para buscarmos alternativas de aumentar o consumo do leite, combater o desemprego, investir em programas sociais, garantir o preço mínimo,  cancelar a importação do leite, criar um mercado regulador, enfim valorizar nosso produtor rural, principalmente da agricultura familiar, que ele continue produzindo e tendo sua renda digna.

É da terra que ele tira seu sustento é na produção que ele vive engrandece nosso rico Estado.

OBS: A carta foi assinado por todos presidentes dos sindicatos presentes na reunião e deverá ser encaminhada a todas as nossas lideranças: Governador, deputados: estaduais e Federais, Senadores, Secretário da Agricultura, Conselhos de Agricultura, Prefeitos e Vereadores, Lideranças sindicais, Federações.)


Publicado por: Jardel Martinazzo Data: 03/10/2017 09:39



Principais Notícias

Publicado em 18/07/2018 06:58 por Jardel Martinazzo

Haitiano é preso após agredir esposa com soco no município de Ouro

Um haitiano foi preso no começo da tarde desta terça-feira, dia 17, depois de agredir a esposa no município de Ouro. [...]

Publicado em 18/07/2018 05:17 por Marlo Matielo

Três veículos arrombados no estacionamento do Ginásio Dileto Bertaióli

Três veículos foram arrombados na noite desta terça-feira, dia 17, no estacionamento do Ginásio Dileto Bertaióli. [...]

Publicado em 17/07/2018 10:59 por Marlo Matielo

NOTA DE PESAR – Câmara de Vereadores de Ouro lamenta o prematuro falecimento da ex-assessora de bancada Jussara Faccin

A Câmara de Vereadores do município de Ouro vem por meio desta externar profundo pesar pelo prematuro falecimento da [...]

Outras notícias

Publicado em 18/07/2018 07:06

Ladrão leva 30 kg de carne de residência enquanto família dormia

Um morador do centro de Herval d´Oeste teve o salão de festas de sua casa [...]

Publicado em 14/07/2018 09:07

A ELIMINAÇÃO DO BRASIL DA COPA!

Com tristeza, milhões de brasileiros acompanharam a Bélgica eliminar o Brasil [...]

Publicado em 14/07/2018 09:05

IMPORTÂNCIA DA PESQUISA

Entres as datas comemorativas no mês de Julho está a criação do IBGE (06), [...]

Publicado em 14/07/2018 08:56

BRINQUEDOS, BRINCADEIRAS e PASSA TEMPOS - 02

  7 (sete) – 70 (setenta) tem o intuito de mostrar, descrever e rememorar [...]

Publicado em 14/07/2018 08:53

SUSTENTABILIDADE NA COPA DO MUNDO

A busca pela sustentabilidade em grandes eventos esportivos é recente. O marco [...]

Publicado em 14/07/2018 08:49

Qual é a função dos jovens na Copa do Mundo?

A faca de dois gumes que rege este preceito possuí um tom de amplitude que [...]