No ar

Paróquia São Paulo Apóstolo

Santa Missa

08:30 - 09:29 com Paróquia São Paulo Apóstolo

Ouça ao vivo Ouça ao vivo

Mais da metade das indústrias de SC enfrentam escassez de matérias-primas

Mais da metade das indústrias de SC enfrentam escassez de matérias-primas

Segundo pesquisa divulgada pela Federação das Indústrias de SC (Fiesc) e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quarta-feira (28), 50,5% das indústrias catarinenses não conseguem aumentar sua produção por conta da escassez de matérias-primas.  

Com a retomada econômica, a demanda industrial aumentou nos últimos meses. O levantamento mostrou que 64,5% das empresas consultadas estão com dificuldades para atender a demanda e 36,9% delas relataram que a procura é maior do que a capacidade de produção.  

Atualmente, a utilização da capacidade da indústria em SC está em crescimento e chegou a 82% em setembro, o que mostra que a ociosidade da produção caiu. Para o consultor da Fiesc, Pablo Bittencourt, a mudança do padrão de consumo e taxa de câmbio também têm influenciado na dificuldade das indústrias em atender a demanda. 

"Essa forte retomada nacional ajuda a explicar o descompasso entre oferta e demanda dos insumos. De 40% a 70% das empresas brasileiras, segundo dados do IBGE, registraram problemas com fornecedores na primeira quinzena de setembro. Isso é fruto dessas grandes dificuldades internacionais", afirmou. 

Além das dificuldades pontuais causadas pela pandemia e pelo dólar alto, o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, destacou que a falta de atenção com algumas demandas antigas também tem influência neste momento. 

"Associado a isso há desafios na infraestrutura de transportes e no fornecimento de energia. Tem empresas que não estão conseguindo expandir as atividades por conta de limitações como essas", destacou.  

O prazo para normalização do fornecimento de matérias-primas é incerto. Para 46% dos empresários, isso deve acontecer em até três meses, enquanto 43% acredita que a normalização deve demorar entre três e seis meses. Já 11% dos industriais está mais pessimista, e acredita que a situação permaneça por mais de seis meses.

Fonte - Rede Catarinense de Notícias (RCN)


Publicado por: Marlo Matielo Data: 29/10/2020 06:54



Principais Notícias

Publicado em 16/01/2021 09:45 por Jardel Martinazzo

Capinzal e Ouro tem 7 pessoas internadas com Covid-19

A Secretaria da Saúde de Ouro registrou dois novos casos do novo coronavírus nesta sexta-feira (15). O boletim aponta [...]

Publicado em 16/01/2021 08:39 por Jardel Martinazzo

Dois acidentes de trânsito com danos materiais no bairro São Cristóvão

No final da tarde e durante a noite desta sexta-feira (15) foram registrados dois acidentes de trânsito com danos [...]

Publicado em 15/01/2021 09:22 por Jardel Martinazzo

PRF flagra automóvel com placa de motocicleta na BR 282 em Joaçaba

Policiais rodoviários federais flagraram na tarde de quinta-feira (15) um carro com placas adulteradas na BR 282 em [...]

Outras notícias

Publicado em 16/01/2021 09:22

Juízes eleitorais em SC começam a decidir as prestações de contas dos eleitos

    Os processos de prestações de contas para os cargos de [...]

Publicado em 15/01/2021 07:02

Hemosc reforça a necessidade de doação de sangue na temporada de verão

O Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) reforça a [...]

Publicado em 15/01/2021 06:58

Governo do Estado divulga calendário de feriados e pontos facultativos de 2021

O Governo de Santa Catarina definiu o calendário que fixa os feriados e pontos [...]

Publicado em 11/01/2021 05:57

Jovem de 26 anos gravemente ferido em saída de pista com capotamento em Campos Novos

Um jovem de 26 anos ficou gravemente ferido em um acidente de trânsito [...]

Publicado em 09/01/2021 12:32

Mulher é socorrida pelos Bombeiros após ataque de abelhas em Ouro

Uma mulher de 55 anos foi atacada por um enxame de abelhas na manhã deste [...]

Publicado em 06/01/2021 22:09

Ouro possui 26 casos ativos do novo coronavírus

A Secretaria da Saúde de Ouro confirmou mais 2 casos positivos para o novo [...]